bifurca


Premiação Mostra de Processos Rumos Dança

Posted in 1 por bifurca em março 23, 2010

O projeto Espaço como Fluxos de Possibilidades, do Clube Ur=H0r (MG) está entre os quatros premiados pela Comissão de Seleção do programa Rumos Itaú Cultural Dança.

No total, foram 21 projetos apresentados durante a Mostra de Processos Rumos Dança, que ocorreu entre os dias 6 e 14 de março de 2010.

A Comissão de Seleção, formada por Alejandro Ahmed, Christine Greiner, Marcelo Evelin e Vera Sala, utilizou os seguintes critérios para a avaliação: maturidade da pesquisa, clareza das questões investigadas, e importância e pertinência da continuidade da pesquisa. Os outros trabalhos contemplados foram:  Piranha: Dramaturgia da Migração, de Wagner Schwartz (MG), Coleta de Vestígios de Marta Soares (SP) e Transformers, de Thelma Bonavita (SP).

Os quatros projetos escolhidos receberão subsídio de R$ 39.500 para a continuidade de suas pesquisas e  serão apresentados em uma mostra na sede do Itaú Cultural, na primeira semana de dezembro de 2010.

Anúncios

bifurca#01(livia)

Posted in 1 por bifurca em janeiro 27, 2010

bi_pé_braço_C (livia)

Posted in 1 por bifurca em janeiro 27, 2010

modelos bifurcantes (dani)

Posted in 1 por bifurca em janeiro 27, 2010

papel recortado

papel recortado

corpo-cidade e bifurcar

Posted in 1 por bifurca em janeiro 27, 2010

Helena falou sobre a relação corpo-cidade: o quanto o projeto de espaço e as escalas formatam o olhar, o corpo…

olhar não mais de flaneur (Benjamin e Baudelaire), mas de  passagem (Augé) …

corpos não habitantes,

praças, aeroportos, quartos de hotel: espaços público-privados globalmente padronizados…

experiência movidas pelo hábito do “sem risco”, “seguro e familiar…”

um pensar anestesiado… treinado, automatizado, controlado…

verso-reverso:

aqui o foco é bifurcar, desprogramar, despadronizar continuamente, gerar processos cognitivos, explorar potenciais corpo-espaciais dinâmicos

bifurcação me faz lembrar 6 passeios pelos bosques da ficção (Eco). Há vários tipos de bosques. Mas também há vários tipos de expedicionários: desde os ávidos por cruzar o bosque e encontrar seu fim, quanto os que “se perdem” por atrativos, “abduzidos” por estímulos.

eixos:pesquisa como projeto e processo de construção intencionada e “leitura”: de ideais a empíricas.

elásticos

Posted in 1 por bifurca em janeiro 27, 2010

 

aquecendo para bifurcar

Posted in 1 por bifurca em janeiro 27, 2010

 

experimentos heterodoxos

Posted in 1 por bifurca em novembro 27, 2009

coversamos sobre os procedimentos
as estruturas estão sendo confeccionadas
em processo heurístico

recado da Vera

Posted in 1 por bifurca em novembro 27, 2009

Olá Para todos
Tenho lido os blogs e penso que uma colocação que poderia fomentar as reflexões é a de que o fazer artístico tem de encontrar na prática as suas próprias questões, reflexões e elaborações de conceitos se for o caso. Acho que entender pesquisa e processos tem a ver com a continuidade deste fazer que vai elaborando suas questões e a maneira como elas aparecem no mundo como dança, no caso. Mostrar processo é elaborar e estabilizar uma organização deste material. Quando se tem um processo continuado de investigação, aquilo que se mostra é sempre uma configuração provisória, pois deste fazer sempre emergem novas direções, nova reflexões e questões que apontam uma possibilidade de continuidade que desestabilizam organizações anteriores. Acho que mostrar a pesquisa é mostrar esta estabilidade provisória daquilo que está sendo criado e pesquisado.
Vera Sala

#1974, exercício 04

Posted in 1 por bifurca em novembro 9, 2009

bild2 Berlin Exercises in Nine Pieces, 1974-75. Exercise 4: Keeping Those Legs from Touching Each Other. R. Horn

Próxima Página »